Resistência do Concreto, os Perigos da Água em Excesso

Resistência do Concreto, os Perigos da Água em Excesso

O Cimento um aglomerante hidráulico que, em contato com a água, produz reação exotérmica de cristalização de produtos hidratados, ganhando assim resistência mecânica. É o principal material de construção usado como aglomerante.

Raramente é usado sozinho, mas ao invés é usado para ligar agregados: produz argamassas quando usado com agregados miúdos (areia), ou concreto, com agregados miúdos (areia) e graúdos (brita).

Cimento + Água + Areia + Brita = Concreto

Cimento + Água + Areia + Brita = Concreto

Essencialmente, o Concreto é composto por Cimento + Água + Areia + Brita.

Dessa forma, cada componente age na mistura com um resultado esperado. De acordo com o objetivo do concreto, as proporções (traço) são alteradas.

Proporção de água e cimento na resistência do concreto

A hidratação do cimento se faz necessária no processo de enrijecimento do concreto. Com isso, para se hidratar o cimento é necessário cerca de 25% no fator água/cimento.

Por exemplo: para 100 kg de cimento são adicionados 25 litros de água. Originando uma proporção de 0,25 de água/cimento.

Entretanto, quando adicionamos o agregado graúdo (brita) e miúdo (areia) na pasta de cimento é necessário a adição de mais água para dar trabalhabilidade ao concreto, e ai mora o perigo.

A adição de água merece um cuidado especial, visto que, essa relação vai impactar diretamente na resistência final da estrutura. Quanto mais água é adicionado à mistura, menor é a resistência do concreto aos 28 dias.

No gráfico abaixo é possível determinar a relação água/cimento pela determinação mais próxima a resistência do cimento adquirido (25 MPa) e objetivo de também 25 MPa como resistência final aos 28 dias. Gerando a relação de A/C = 0,53 ou 53% de água.

Curva de Walz - Resistência Concreto por Dia

Curva de Walz – Resistência Concreto por Dia

Problemas acarretado pelo excesso de água

Com uso exagerado de água no traço a obra fica suscetível a fissuras, trincas, rachaduras e outras patologias.

No Brasil, ainda é predominante a utilização do concreto armado como método construtivo e, em pequenas obras, é comum não haver o acompanhamento de profissionais capacitados para calcular o traço do concreto de maneira assertiva.

Dessa forma, a adição de água ocorre de forma indiscriminada, o concreto não atinge seu potencial máximo de resistência, causando graves problemas nas construções, sendo o pior deles o desabamento com perda de vidas.

 

Como verificar o fator água e cimento

A consistência do concreto pode ser verificada com o Slump Test (ABNT NBR NM 67 – Determinação da consistência pelo abatimento do tronco do cone) que é um dos métodos mais utilizados.

Slump Test - Consistência do Concreto

Slump Test – Consistência do Concreto

O abatimento máximo e mínimo do teste se diferencia pelo tipo de construção. Dessa forma pode ser verificado na tabela abaixo:

Tabela Abatimento do Tronco de Cone

Tabela Abatimento do Tronco de Cone

 

Como aumentar a trabalhabilidade sem adicionar água?

Os aditivos plastificantes e super plastificantes são uma alternativa para se reduzir o fator água/cimento. Assim ainda obter um concreto homogêneo, denso, coeso e mais trabalhável.

Esses aditivos também evitam os inconvenientes de ter que aumentar o consumo de aglomerante. Assim acarretaria em aumento dos custos e maior calor de hidratação, para se obter um concreto melhor.

 

Fonte: Canteiro de Obra

Veja também: Tarefas

Qual a sua reação?
  • Curtir 
  • Amei 
  • Haha 
  • Uau 
  • Triste 
  • Grr 

Um comentário sobre “Resistência do Concreto, os Perigos da Água em Excesso

Deixe uma resposta