Quem Foi Burro Nunca Esquece as Correntes!

Logística

Logística - Suprimentos

A frase-título, uma dessas pérolas certeira, é dos tempos de antanho: seu autor, Joaquim Tavares, foi carroceiro, quando as carroças eram Logística. Não regulava bem e, nos lembramos ainda, seus burros portavam chagas eternas no lombo (cueras profundas causadas pelos lombilhos).

Usava-se o bridão, o selote almofadado para dispensar baixeiros, a coelheira, os antolhos, a recuadeira e as rédeas servindo de chibata.

Costumava pronunciar sua frase mágica sempre que alguma besta, que não a sua, caçoava dele.

Não entendíamos completamente o sentido de seu dito, mas funcionava. Atualmente não temos dúvidas: era “predestinação”. Atacava a elite local, como ninguém mais fez, até os dias de hoje.

Quanto à Logística não mudou muito: continua repleta de palavras difíceis para explicar singelos apetrechos.

Como ferramentas, a Logística de hoje utiliza (entre outros): WMS, TMS, ERP, MRP, etc.

Modernizou, mas não descomplicou!

 

Veja também Bernardão – Enfim! Um candidato que agrada a todos


Deixe uma resposta