Quatro Formas de Corrupção nas Construtoras

Corrupção nas Construtoras

 A Seguir, as Quatro Formas de Corrupção nas Construtoras:

Gato Bonifácio

  • Pelo comprador (forma mais comum);
  • Pelo chefe da obra
    O chefe da obra sistematicamente solicita “grana” à Matriz para amaciar a fiscalização nas medições (e simplesmente, embolsa a grana);
  • Pelo boy (do Suprimento)
    O Boy, um coitado, irá retirar o material adquirido e informa ao fornecedor: “O Home pediu que sua parte seja entregue a mim” (e embolsa a grana);
  • Pelo fornecedor:

A madeira (tábuas, sarrafos e pontaletes) deverá ser conferida milimetricamente que os fornecedor sempre arredondam para cima. Idem com a areia e a brita.

 

Veja também A Programação Quinzenal de Serviço


2 comentários sobre “Quatro Formas de Corrupção nas Construtoras

  1. Corrupção, por si só, não existe. É a combinação de 2 elementos o ativo e o passivo. Quando estão alinhados, dificilmente se consegue evitar a ação. Penso que o principio moral, quando não há o normativo ou procedimental, deva nortear os comportamentos. Sou da opinião que devemos rechaçar a prática e ocorrendo, estabelecer a punição, sempre dentro dos limites da lei, e deixar claro que não será aceito em nenhum nível do negócio. É utópico? Não tenho dúvidas. É possível? Na minha opinião sim. Carece de exemplo hierárquico? Sem dúvidas.

  2. Pingback: Intriga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.