A Seção Técnica de Obra

Seção Técnica de Obra

Nos anos 70 nem todas as obras de médio porte contratavam almoxarifes, encarregados de almoxarifado, ferramenteiro, compradores, etc… poucos tinham conhecimento da Seção Técnica em obras.

Construía-se um galpão enorme para guarda de materiais e ferramentas e fechava-o com um reforçado cadeado de latão de 60 mm. O Mestre ficava com as chaves do cadeado.

Como estamos falando de uma ponte de 380 m de extensão (com pouquíssimos itens para armazenar) até que o processo funcionava.

O Chefe da Obra levantava os materiais necessários e o Administrativo comprava o necessário, ou requisitava por rádio à matriz aqueles que não encontrassem. As cotações eram feitas em conjunto.

Seção Técnica de Obra

O que desde aquela época fazia falta e continua até os dias hoje era uma eficiente Seção Técnica.

Ficava por conta do Chefe da Obra, ou Residente, serviços importantes, como:

  • Acompanhamento e Controle;
  • Compras técnicas;
  • Correspondências diversas;
  • Croquis, layout, desenhos, etc.;
  • Diário de obra;
  • Estudos de custo;
  • Estudos de métodos construtivos;
  • Geração, desenhos e acompanhamento de Perspectivas, PERT, Cronogramas, etc.
  • Levantamento de índices;
  • Levantamento de quantitativos para aquisição;
  • Levantamento dos serviços adicionais para cobrança ao cliente;
  • Planejamento da obra;
  • Programação dos serviços (quinzenais);
  • Replanejamento e reengenharia;
  • Relatórios mensais;
  • Serviços computadorizados (atuais);
  • Outros.

A Seção Técnica, compondo-se de um único tecnólogo ou de equipe completa com engenheiro de planejamento e medições, em função do tamanho da obra, da demanda e de empresa, é imprescindível à sua organização.

Antes que deficitária, poderá ser fonte de faturamento complementar, com medições precisas, cobrança de serviços adicionais justos e redução de perdas. Além das vantagens que proporcionam as obras planejadas, programadas e acompanhadas (pelo processo que for).


Um comentário sobre “A Seção Técnica de Obra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.