Denúncia: o ‘pulo do gato’ na Construção Civil (do Noticiário)

pulo do gato

O esquema o “pulo  do gato” (aliciamento de trabalhadores) está de volta. Ao menos, na área da construção civil.

A prática, que ficou famosa no setor agrícola por contratar trabalhadores em troca de baixos salários, agora está sendo adotada por construtoras no Vale do Paraíba, em São Paulo.

Hoje, segundo dados do Ministério Público do Trabalho, mais de 2.500 operários nordestinos estão trabalhando e vivendo de forma precária na região.

A maioria desses funcionários é registrada em suas cidades de origem e acaba recebendo salários bem abaixo do piso – R$ 570 contra R$ 910,80 da remuneração que geralmente é paga na região da obra.

Além de serem explorados, muitos vivem em condições desumanas, em alojamentos insalubres mantidos pelas próprias construtoras.

Continue em  Denúncia: o pulo do ‘gato’ na Construção Civil

 

 

Veja Também: Habitações


Um comentário sobre “Denúncia: o ‘pulo do gato’ na Construção Civil (do Noticiário)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *